MotoGP: Repsol e Honda podem terminar parceria no final de 2020

A próxima época poderá ser a última em que veremos as motos oficiais da Honda no mundial MotoGP com as cores da Repsol. A notícia chega do Japão e da imprensa alemã alegando que esta união terá os dias contados uma vez que a Honda terá interesse em se juntar à Shell.

Para entrar em MotoGP ao lado da Honda a Shell poderá ter que investir um montante entre os 10 e os 13 milhões de euros anuais.

Ambas as partes trabalham juntas desde 1995, obtendo 15 títulos mundiais na classe rainha e 180 triunfos em Grandes Prémios mostrando assim o sucesso desta parceria.