O Mau Estado dos Pneus e Pressões Incorretas podem provocar Acidentes Graves

Os pneus de uma moto não só se desgastam com a sua utilização como perdem viscosidade e aderência com o tempo. Um pneu que apresenta desgaste excessivo e que perde a maioria do seu perfil e desenho na superfície do mesmo não garante a aderência necessária e referida pelo fabricante podendo ser causa de acidente.

52688486_1253

É normal que o pneu traseiro sofra um desgaste superior ao dianteiro, e o desgaste normalmente provocado na sua superfície é sempre superior na zona central do que nas zonas laterais. O pneu traseiro quando começa a ficar “careca “ na zona central pode não só perder aderência nos arranques e travagens como também pode provocar desequilíbrios na moto. Já o pneu dianteiro sofre maior desgaste nas travagens pois o peso durante as mesmas concentra-se precisamente na frente da moto, razão pela qual se torna crucial mantê-lo em bom estado. Um pneu dianteiro deteriorado pode provocar um acidente grave, quer na perda repentina de aderência numa travagem mais brusca quer em condução mais em curva.

Para além do desgaste é necessário verificar a qualidade da borracha já que a mesma sofre também um processo de deterioração ao longo dos anos. A sua viscosidade é por isso fator de importância crucial no comportamento da moto e na aderência que os pneus podem garantir. Um pneu que acusa o passar dos anos é facilmente identificável com o simples passar da mão sobre a sua superfície. Também a sua observação poderá determinar o estado da borracha pois se a mesma apresentar uma superfície seca e com pequenos rasgos ou rachas recomendamos a sua substituição imediata.

52852266_125326

Também a pressão incorreta pode ser causa de um acidente grave. Como dependemos apenas de duas rodas na condução de uma moto qualquer desequilíbrio provocado na traseira ou dianteira provocado por uma pressão incorreta de um dos seus pneus pode ser causa de uma falta de aderência inesperada.

As pressões corretas são as recomendadas pelos fabricantes de pneus ou pela própria marca da moto. Recomendamos que se crie a rotina de medição da pressão dos pneus com regularidade, quer se rode a diário numa moto quer se utilize esporadicamente a mesma. A utilização de um pequeno manómetro é também recomendada pois muitas vezes os sistemas de enchimento de pneus nas bombas de gasolina não são de confiança. É preferível ou passar diretamente na vossa oficina, mesmo sem marcação pois é uma intervenção rápida, ou então numa bomba de gasolina onde enchemos os pneus acima da pressão recomendada e depois se acertam com a utilização de um pequeno manómetro até chegarmos à pressão desejada ou aconselhada.

52929404_1253

Uma pressão baixa nos pneus é facilmente detetável pelo maior peso na direção caso seja no dianteiro ou por um comportamento de menor aderência em curva na roda traseira. Ter os pneus demasiado cheios provoca também menor aderência dos mesmos e torna a moto mais dura de comportamento sobre estradas de piso irregular. Estas recomendações aplicam-se tanto em motos com pneus tubeless como com câmara.