MotoGP: Marc Márquez tem uma semana para decidir se passa pela terceira cirurgia

MotoGP: Marc Márquez tem uma semana para decidir se passa pela terceira cirurgia

De acordo com o jornal espanhol El Pais, o piloto da Honda vai esperar até 1 de dezembro para decidir se passa por uma terceira cirurgia. O hexacampeão de MotoGP perdeu a temporada 2020 por ter fraturado o braço direito na abertura do campeonato.

O piloto de 27 anos fraturou o úmero direito num acidente no GP de Espanha, em 19 de julho. Em Jerez, o espanhol vinha de uma vigorosa prova de recuperação após cometer um erro, quando caiu e acabou atingido no braço pela sua RC213V.

Marc, passou então por uma cirurgia para estabilizar a lesão, mas, ainda no hospital, começou a fazer exercícios para tentar disputar o GP de Andaluzia, a 26 de julho. Dado apto pelos médicos, Márquez chegou a entrar em pista para os treinos de sábado, mas sucumbiu às dores e não correu.

O regresso, então, era aguardado para o GP da Republica Checa, mas antes da corrida em Brno, a Honda anunciou que o hexacampeão de MotoGP precisava de uma segunda cirurgia após danificar a placa de titânio colocada na primeira operação. O dano foi causado por stresse.

Segundo a jornalista Nadia Tronchoni, Marc consultou especialistas na Áustria e também nos Estados Unidos e decidiu que vai esperar apenas até ao dia 1 de dezembro antes de definir se passa por uma terceira operação. A opção pela cirurgia vai depender da calcificação do osso, mas o piloto espanhol voltará ao ponto inicial, o que pode representar até seis meses de recuperação.

Recentemente, a publicação britânica The Race noticiou que o úmero foi comprometido por conta dos furos feitos nas duas cirurgias para fixação da placa de titânio. Segundo especialista consultado pelo jornalista Simon Patterson, o espanhol de Cervera pode precisar de um enxerto ósseo, com um pedaço de osso provavelmente removido da pélvis.