A nova Aprilia Tuareg 660 já rola na estrada

A nova Aprilia Tuareg 660 já rola na estrada

No último EICMA de Milão, a Aprilia não só chamou a atenção ao apresentar a versão definitiva da desportiva RS 600, como também anteviu as formas do futuro da Tuono 660, modelo que veremos na versão de produção daqui a pouco mais de um mês.

A marca de Noale também falou aos visitantes do EICMA na sua nova Tuareg 660, um modelo que a Aprilia já colocou em produção entre 1985 e 1994 com uma ampla gama de motores, desde pequenos dois tempos de 50 e 125 cc até aos maiores Tuareg com motor monocilíndrico a quatro tempos de 600 cc.

Agora, 25 anos após o fim da sua comercialização, o sobrenome Tuareg voltará ao catálogo da Aprilia, e equipará o mesmo motor de dois cilindros paralelos de 660 cc que já monta a RS e a Tuono 660. Durante esta semana, o portal motorbox, teve a oportunidade de fotografar uma unidade de teste da nova Tuareg 660 a rolar por Noale.

ApriliaTuareg660

A moto que aparece nas imagens ainda está em processo de testes, embora já possamos adivinhar um pouco as suas formas, destacando o uso de rodas com raios de 21 e 18 polegadas, respetivamente, para dar uma abordagem claramente off-road. Forquilha de longo curso, proteção do cárter, viseira reduzida e o uso de discos dianteiros de tamanho médio (possivelmente 280 mm) eliminam qualquer dúvida sobre as suas capacidades off-road.

Na falta de conhecimento dos dados oficiais, é mais provável que a Aprilia monte o seu novo motor dois cilindros de 660 cc, um motor que é capaz de debitar 100 cv na sua versão mais alta e que nas tuaregues permanecerá muito possivelmente nos 95 cv, mais do que suficiente para uma trail de média cilindrada, facilitando também a sua limitação para os motociclistas mais jovens.

Logicamente, a Tuareg 2021 virá equipada com eletrónica, incluindo controle de tração, ABS e mapas de potência, todos adaptados para uso além do asfalto.

A Tuareg 660 vai mergulhar num segmento que, até hoje, a maioria das marcas ainda não explorou: o das trails de média cilindrada. A Yamaha tem um modelo que vai competir mano-a-mano com a Tuareg, a Tenere 700, e a Honda também parece estar a finalizar o desenvolvimento de uma Africa Twin com motor de dois cilindros de 800 cc que também entrará nesta competição.

ApriliaTuareg

Não podemos esquecer, a BMW F 750 GS, e é claro, a bem sucedida KTM 790 Adventure R, possivelmente a melhor moto neste segmento, mas também a mais cara. A Suzuki também tem um modelo que combina com esta filosofia, a V-Strom 650XT, embora o seu foco seja um pouco mais voltado para viagens.

Neste momento não sabemos se a Aprilia apresentará diretamente a versão final da Tuareg 660 no final deste ano com o objetivo de comercializá-lo na próxima primavera, ou se a marca de Noale nos mostrará primeiro na forma de um conceito para continuar trabalhar nela durante o inicio do próximo ano e levá-la para os concessionários em 2022. Quanto ao preço, possivelmente ficará um pouco abaixo do limite de 10.000€.