MotoGP: Após escorregão, Crutchlow é dado apto pelo serviço médico e participa no GP da Catalunha

MotoGP: Após escorregão, Crutchlow é dado apto pelo serviço médico e participa no GP da Catalunha

Após romper os ligamentos do tornozelo esquerdo num escorregão, Crutchlow foi dado apto para regressar às pistas. O piloto ficou fora da última etapa na Emília-Romanha.

Nesta última quarta-feira, o piloto inglês chegou ao circuito para receber avaliação do braço direito lesionado que o deixou fora do GP da Emília-Romanha. Após ser dado atpo pelos médicos para a prova espanhola, sofreu novo acidente quando saía da cabine de testes do coronavírus.

Mas apesar do susto, o piloto de 34 anos vai poder participar já nos primeiros treinos que abrem as atividades deste fim de semana. Crutchlow já perdeu o GP de Espanha quando se lesionou no sábado, e também foi baixa na última corrida.

Dos pilotos da Honda, apenas Takaaki Nakagami ainda não se lesionou e não perdeu nenhuma etapa de 2020. Marc Márquez está fora desde a primeira prova, a recuperar-se de uma fratura ao úmero direito. Já Stefan Bradl também perdeu a última corrida por problemas no braço.

Isto tem refletido na campanha da equipa da Honda na MotoGP. Após sete rondas, aparece em quinto, e penúltima, no Mundial de Construtores. Já entre as equipas, a LCR, time satélite, é oitava, enquanto a equipa de fábrica está em último.