MotoGP: Grande Prémio de Portugal já tem nome oficial

MotoGP: Grande Prémio de Portugal já tem nome oficial

Foi hoje oficializado o acordo entre a Altice e a Dorna, entidade responsável pela competição, para o patrocínio da prova que vai decorrer no final de novembro no Autódromo do Algarve.

Está conhecida a denominação oficial do Grande Prémio que, no Algarve, encerrará a temporada 2020 de MotoGP. A prova, que vai decorrer no Autódromo Internacional do Algarve entre 20 e 22 de novembo e terá a designação de Grande Prémio MEO de Portugal.

O nome do evento foi oficializado esta quarta-feira, numa cerimónia que contou com a presença de Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, Pau Serraanta, managing director da Dorna Sports, entidade detentora dos direitos comerciais e televisivos da MotoGP.

Na cerimónia, Alexandre Fonseca explicou a importância deste acordo, destacando a importância do evento para Portugal. “É com enorme honra que a MEO se torna bandeira da prova máxima do motociclismo em Portugal“, sublinhou, falando em “mais um motivo para celebrar Portugal“, ainda para mais com a presença do piloto português Miguel Oliveira, que tão boa conta tem dado de si.

Miguel Oliveira que, apesar de já se encontrar na Catalunha, para o Grande Prémio de MotoGP deste fim de semana, deixou também algumas palavras numa mensagem em vídeo, felicitando, uma vez mais, a realização do evento no nosso país, com o agora denominado MEO Grande Prémio de Portugal, destacando igualmente o apoio da altice, através da sua marca MEO, ao motociclismo, não só profissional, mas também apoiando jovens pilotos. “Antes de mais, quero agradecer a todas as entidades envolvidas por trazerem de volta o MotoGP a Portugal. É um grande motivo de orgulho ver esta aposta, que chega também às camadas mais jovens do motociclismo nacional. Espero que os portugueses tornem este Grande Prémio num grande prémio exemplar para todo o mundo“, sublinhou o atual oitavo classificado da Classificação Geral do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2020.

Já o responsável da Dorna Sports presente na cerimónia, o managing director Pau Serracanta, destacou a celeridade com que tudo foi tratado de forma à realização da prova em Portugal num tão curto espaço de tempo. “Estou muito feliz por, no momento excecional em que vivemos, termos a oportunidade de realizar um Grande Prémio em Portugal. Estamos muito entusiasmados por fazê-lo, ainda para mais num ano em que já tivemos o primeiro piloto português a vencer um Grande Prémio da categoria máxima em  mais de 70 anos de história da competição“, sublinhou, aludindo ao triunfo de Miguel Oliveira no Grande Prémio de Estíria, na Áustria.

Desde 2012 que a MotoGP não visitava Portugal. A entrada estava apalavrada para 2022, sendo até aí um evento de reserva, mas fruto da pandemia e do cancelamento de vários outros grandes premios, Portugal entrou desde já em cena, dando a possibilidade de Miguel Oliveira correr ainda este ano em casa, no Autódromo Internacional do Algarve.

sportinforma