Aprilia não espera por Iannone além de 2020 para “não desperdiçar mais um ano”

Aprilia não espera por Iannone além de 2020 para “não desperdiçar mais um ano”

Massimo Rivola, responsável da equipa, afirmou que a preferência é por Iannone, mas reconheceu que Andrea Dovizioso e Cal Crutchlow são boas opções no mercado.

A Aprilia mostrou paciência com a situação de Andrea Iannone em 2020, mas a mesma está próxima de acabar. Massimo Rivola, responsável da equipa, afirmou que a situação do italiano na equipa vai depender da decisão final no caso de doping.

Iannone está afastado das pistas desde o início da temporada. Em novembro do ano passado, testou positivo numa “substância não especificada nos termos da seção 1.1.a) esteroides androgénicos anabólicos exógenos (AAS)” em um exame feito no fim de semana do GP da Malásia de MotoGP. Uma contraprova foi feita e deu novamente positivo e, portanto, levou penalização inicial de 18 meses.

Presente na etapa do GP da Emília-Romanha, Iannone espera o julgamento final seja o fim do seu caso, que acontece no próximo dia 15 de outubro. Inclusive, a Aprilia defende veemente a inocência de Iannone, que diz ter ingerido a substância proibida através de uma carne contaminada na Ásia.

Mostrando lealdade ao piloto desde o início, Rivola disse que “vamos esperar até ao resultado. Se estiver disponível em 2021 será o nosso piloto, se não estiver, então, não vai ser. Não queremos desperdiçar outro ano à espera. Decidimos ficar com ele, pois mostrou-nos que cientificamente não era culpado e há boas razões para eles reduzirem a pena de 18 meses para um ano.”

Iannone 2

Entretanto, Rivola vê a equipa em boa posição para os dois nomes disponíveis no mercado: Cal Crutchlow, que deixa a LCR, e Andrea Dovizioso, que anunciou a separação com a Ducati no fim de 2020.

Após sete etapas da temporada, a Aprilia aparece na décima posição, e penúltima, entre as equipas. Já no Mundial de Construtores, está colocada em último lugar.