BMW Motorrad regressa com a scooter C1, mas desta vez será elétrica

BMW Motorrad regressa com a scooter C1, mas desta vez será elétrica

Os desenhos apresentados no Centro Europeu de Registos, mostram uma scooter elétrica da BMW com teto removível, cintos de segurança e airbags.

A BMW C1 foi apresentada como a scooter do futuro no seu lançamento, mas o sucesso limitado resultou em apenas três anos de produção de 2000 a 2003, agora este conceito vai tornar a dar o ar da sua graça.

O registo mostra uma máquina notavelmente semelhante à geração anterior C1. As patentes (e as informações que as acompanham) revelam que o teto poderá ser construído em fibra de carbono (rígida e leve) e assente numa plataforma de alumínio.

O peso foi um dos grandes problemas da primeira geração da C1. Ela desequilibrava a balança com 185 kg (sem combustível), o que sempre a tornou um pouco corpulenta para o seu motor monocilíndrico de 125 cc. A C1 200 é ligeiramente maior tem um motor de 176 cc, o que ajudou a melhorar ligeiramente a aceleração, mas infelizmente só fez apenas uma diferença na velocidade máxima.

 

BMWC1electric

Curiosamente, as patentes mostram que toda a estrutura do telhado será fácil de remover. Perfeito para o deslocamento diário na cidade durante a semana com o telhado colocado e proteção contra intempéries. Então, por opção poderá retirar o teto e partir para um passeio animado num fim-de-semana, livre do peso adicional.

Provavelmente, a BMW usará uma moto da sua linha atual como base, e a e-scooter C Evolution é certamente a escolha óbvia. Para referência, ela debita 48 cv, e atinge velocidades cerca de 130 km/h e tem um alcance de cerca de 160 km.

Parece que a BMW está a levar muito a sério o relançamento da C1, e parece que devemos vê-la na estrada num futuro não muito distante.