Número de condutores sem carta cresce 22% nos sete primeiros meses deste ano

Número de condutores sem carta cresce 22% nos sete primeiros meses deste ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, num total de 3019 condutores, anunciou a PSP, admitindo estar preocupada.

“De 01 de janeiro a 31 de julho de 2020, a PSP deteve 3019 pessoas por este motivo (condução sem habilitação legal), mais 522 do que no mesmo espaço temporal em 2019”, quando o número de detenções foi de 2467, de acordo com a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Referindo que este aumento causa “especial preocupação”, a PSP refere ainda que “o aumento desta infração criminal” também se verificou nos acidentes rodoviários.

“A condução de veículos por pessoas sem habilitação legal representa um perigo para a segurança rodoviária”, sublinha, lembrando que “estas pessoas não tiveram a formação necessária” para lidar com todas as regras e informação, “demonstrando dificuldade em interpretá-la”.

Nos sete primeiros meses do ano passado, 84 dos 2467 cidadãos detidos por conduzirem sem carta foram detetados por estarem envolvidos em acidentes rodoviários, avança a polícia, acrescentando que, este ano, o número aumenta para 98, ou seja, mais 17%.