Aqui está a Yamaha XT 500 H2O Edition, a moto do futuro

Aqui está a Yamaha XT 500 H2O Edition, a moto do futuro

Azul como a água, a Yamaha XT 500 idealizada pelo designer Lefebvre é a moto mais ecológica do mundo. Não tem baterias e certamente não leva gasolina no depósito. Um exercício de estilo e nada mais? Digamos que, pelo menos por enquanto, os motores H2O para motos estão em desenvolvimento.

Como prefere uma moto, gasolina ou elétrica? Com um valioso exercício de estilo, o conhecido designer de motos Maxime Lefebvre projetou uma movida a água.

O ano previsto é 2025, a moto é uma Yamaha XT 500, tudo o resto pura imaginação. Leve, económica e, acima de tudo, ecológica, inventada por Lefebvre é movida por um motor hidráulico. O seu sistema é explicado rapidamente: através de uma bomba, a água passa do depósito para o sistema de alta pressão; daqui, por meio de um injetor, a água chega ao motor, neste caso localizado no cubo da roda traseira, para depois regressar ao sistema de pressão e ser reaproveitada num fluxo circular e infinito de energia.

Lefebvre não perde tempo a explicar como funcionava a máquina de água, mas não importa: sem cair na “conspiração” de projetos neste sentido, que desapareceram ou foram destruídos, já ouvimos falar em várias ocasiões. A máquina de água é uma tecnologia que não é necessariamente impossível: talvez, um dia, cheguemos lá de verdade. De qualquer forma, no projeto Lefebvre, além do evasivo motor H2O, o design da moto em si é futurista, o que certamente merece uma menção.

Azul como a água (que também é a cor da Yamaha), a XT 500 do futuro ostenta um quadro muito refinado e complexo, com um mecanismo de direção baseado num guiador e uma forquilha que são independentes um do outro. Por outro lado, o braço oscilante unilateral parece integrar os componentes do próprio motor, incluindo o sistema de circulação de água.

Chegará em 2025?