Yamaha R9, uma moto desportiva de três cilindros que completará a gama CP3

Desde que a Yamaha introduziu o seu novo propolsor CP3 de três cilindros para mover a sua linha MT-09, a marca japonesa recebeu recebeu um bom feedback do público depois de verificar os benefícios de um motor poderoso e elástico com um som espetacular que adiciona um caráter muito especial à sua gama hiper-naked.

Vendo o excelente desempenho que o motor de 847 cc e 115 cv oferece, a marca de Iwata não hesitou em estender o seu uso a outros modelos, como a Tracer 900 e a Niken de três rodas, que também aproveita a plataforma CP3. No entanto, alguns fãs da marca japonesa perguntam se a Yamaha também não deve incluir um modelo desportivo que aproveite este excelente motor, algo semelhante ao que aconteceu em 1996 com a TRX 850.

YamahaR9-2

Os motociclistas que já estão na casa dos trinta, lembram que a Yamaha pegou no motor de dois cilindros da sua TDM 850 e inseriu-o num quadro de tubo de aço, resultando numa moto de passeio desportiva leve e divertida com 80 cv de potência e 190 quilos de peso a seco.

Embora a sua vida comercial tenha sido curta, desapareceu do mercado em 2000, a TRX 850 logo se tornou numa moto quase de culto, devido ao seu conceito único que mistura de um comportamento desportivo com um bom motor, acima de tudo, económica de manter.

hgztdhb

 

Agora é a hora certa para a Yamaha recuperar esse conceito na forma da R9? (moto de 115 cv com três cilindros).

Nesta foto digital é aproveitado o quadro, o motor e o braço oscilante da MT-09, o depósito de combustível e a frente da Supersport, a YZF-R6, consequentemente, uma TRX 850 moderna que servirá para completar a gama atual do motor CP3 e oferecer uma moto desportiva com comportamento e som diferentes das R6 de quatro cilindros.

Neste momento, é nada mais do que uma ideia, mas quem sabe, talvez no futuro próximo, a Yamaha decida por lançar este modelo…